Logo Confluencia CDH quadrangular.jpeg
10Enarc Facebook Evento (3).png

10º Enarc - 

Encontro Nacional dos Românticos Conspiradores

 

Rio de Janeiro, 15 a 17 de outubro de 2021

 

Evento híbrido - presencial e virtual

Rio de Janeiro, RJ - atividades presenciais na Escola Oga Mitá

Piracanga, BA - atividades presenciais na Escola Inkiri e Instituto Inkiri

Plataformas virtuais - transmissão de programação e realização de oficinas e rodas de conversa


 

RELATÓRIO

 

1. Relacionamento e divulgação

2. Inscrições

3. Programação

4. Pessoas e instituições

5. Realização, frequência e assistência 

6. Avaliações

7. Comentários

8. Parcerias e apoios

9. Produção

 

1. Relacionamento e divulgação

 

Campanha Procura-se a Educação Romântica

13 vídeos da Série Procura-se a Educação Romântica publicados no Facebook

18 vídeos de divulgação e convite

 

Impacto nas redes sociais:

- Instagram (21/set a 20/out):

76 publicações

60 stories

1 vídeo

2 vídeos ao vivo

 

Contas alcançadas: 13.303, sendo 1.194 seguidores e 11,8 mil não seguidores

Visitas ao perfil: 1.092

Toques no site (bio): 227

 

Contas com engajamento: 511 (345 seguidores e 166 não seguidores)

Interações com publicações: 2.247

 

- Facebook (entre 21/set e 18/out)

Alcance da página: 4.203

Visualizações da página: 655

Visualizações dos vídeos: 1.754

Seguidores: acréscimo de 118

Engajamento com as publicações: 3.033

 

Registro nos meios de comunicação especializados

Matéria sobre o 10º Enarc no site do Movimento de Inovação na Educação

encurtador.com.br/knzA0

 

2. Inscrições 

Inscritos: 160

Distribuição:

Países: 3

Brasil: 155

Portugal: 4 (Lisboa, Cascais, Leiria - 2)

Namibe: 1 (Moçâmedes)

Brasil

 

 

19 Unidades da Federação / 69 Municípios

AM - Manaus

AP - Santana

BA - Coaraci, Piracanga, Iraquara, Itacaré, Jequié, Maraú, Serra Grande, Vitória da Conquista

CE - Fortaleza, Quixadá

DF - Brasília, Samambaia

ES - Vitória

GO - Águas Lindas de Goiás, Goiânia, Goiás

MG - Belo Horizonte, Elói Mendes, Juiz de Fora, Matozinhos, Rio Pomba

MS - Aquidauana, Campo Grande

PB - Campina Grande, Solanea

PI - Parnaíba

PR - Curitiba, Matinhos, Ponta Grossa

RJ - Barra Mansa, Duque de Caxias, Macaé, Niterói, Paraty. Petrópolis, Quatis, Rio de Janeiro, São Gonçalo, Seropédica

RO - Ariquemes

RR - Boa Vista

RS - Campo Bom. Frederico Westphalen, Porto Alegre, Taquara, Viamão

SC - Jaraguá do Sul,  Balneário Gaivota, Concórdia, Garopaba, Jaraguá do Sul, Paulo Lopes, São José

SE - Aracaju

SP - Birigui, Caraguatatuba, Cotia, Itapira, Leme, Mogi das Cruzes, Mogi Guaçu, Nazaré Paulista, Pardinho, Ribeirão Preto, São Paulo, São Sebastião, Serra Negra

 

Inscrições nas Oficinas: 168

Inscrições nas Rodas de Conversa: 72

 

3. Programação

3.1 Programa

- oito painéis temáticos

- 14 oficinas (12 oficinas diferentes, sendo três presenciais e 11 virtuais)

- três rodas de conversa

- três apresentações de arte educação

- duas apresentações de projetos e ações 

- um painel de encerramento

 

 3.2 Eixos temáticos

 

Painéis

Questões

E agora, José?

Revendo e renovando práticas pedagógicas

Quais são as práticas pelas quais é possível se apaixonar? Onde estão? Quais seus fundamentos? Do que se alimentam? Como se nutrem?

A cidade: onde é possível a autoeducação da sociedade

Como fazer a educação acontecer nas, pelas e com as cidades?

Ocupando o lugar de sujeito: protagonismo na adolescência e juventude

Como educandos conquistam autonomia e protagonismo? Onde a educação apresenta pontos de apoio? E obstáculos?

Renovar a educação para renovar a sociedade

Como articular a educação em favor de mudanças na sociedade?

Como lidar com as diferenças pode enriquecer a educação e a vida?

Como ver os invisíveis e ouvir os inaudíveis pode mover consciências e práticas?

A educação frente à pandemia: rupturas, invenções, superações

Quais legados e avanços trouxe o enfrentamento à pandemia no contexto da educação?

Redes públicas em ebulição

Como realizar mudanças no contexto de redes públicas de ensino?

Educação e natureza

Como criar, rever e avivar processos educativos por meio do encontro com a natureza?

Ludicidade e criatividade na educação

Como levar à educação o potencial da criatividade e da sensibilidade?


 

4. Pessoas e instituições 

4.1 Convidados

- Painelistas e mediadores

Alfredo da Silva Neto, André Correia, André Stabile, Angelica Auricchio, Aristeo Leite, Beatriz Oliveira, Carolina Barbosa Lindquist, Clélia Santos, Cleo Lima, Edilene Morikawa, Fabi del Nero, Fábio Brotto, Georgya Corrêa, Gina Vieira Ponte, Guga Dorea, Guilherme Bran, Helena Singer, Iasmin Alves, Ingrid Lauria, Janaína Chichorro, José Pacheco, Juliana Castro, Juliana Pinho Muller, Larissa Maris, Livia Diniz, Lucia Cavalieri, Lucia Santos, Lucilene Silva, Luís Pereira, Mariana Benchimol, Mauro Lopez Rego, Mestre Roquinho, Mônica Mandaji, Nádia Akauã, Natacha Costa, Rafael Crooz, Regina Pundek, Simone Colucci, Solon Gonçalves dos Santos, Tamar Rabelo, Thiago Ferreira, Tina Carvalho, Vicente Barros, Wander Pinto

 

- Apresentações artísticas

André da Formiga, Cláudio Nequinho (Contra Mestre) e integrantes da Folia de Reis Mirim da Formiga

Clarete Braz do Patrocínio e Gil Oliveira (Meninos do Batuque e Toque de Dandara)

Fabi del Nero e Melissa Abrunhosa - Partilha da Beleza

Ana Diniz e Maracatu Estrela da Serra

 

- Apresentações de projetos

Kamyla Amorim (#ficaemcasacomhumor)

Wendel Lima (Brota na Laje)

 

- Rodas de conversa

Denis Plapler, Helô Bueno, Janaína Chichorro (mediadores)

Agatha Santana, Angelica Auricchio, Bruno Emílio Moraes, Antonio Hermes e Sousa, Carolina Caína Lima, Erida  Silva, Frederico Behrends, Marina Cetein Negri, Patrícia Sogayar, Rian Silva e Sérgio Tück

 

- Oficineiros

Aline Froza, Ana Gibson, Argus Setembrino, Bruno Honorato, Cacique Ramon Ytajibá Tupinambá, Guga Dorea, Jacqueline Lopes, Jean Marx, Juliana Franklin, Lúcio Gimenez, Luís Pereira, Luiz Augusto Cavalcante, Luzia de Mendonça, Mauro Lopez Rego, Mestre Roquinho, Nádia Akauã Tupinambá, Thiago Dorea, Valéria Rôças, Vicente de Barros, Wallace Oliveira

 

4.2 Instituições, empresas, coletivos e projetos representados ou referidos

A Arte de Reparar Histórias, Aldeia Tupinambá de Olivença, Aliança pela Infância, Ashoka, Associação Cidade Escola Aprendiz, Associação Janusz Korczak Brasil, Ateliê da Floresta, Brota na Laje, Canal Historiarte, Carrossel Cultural, Casa Redonda, Confluência Desenvolvimento Humano, Eduka, Escola Aberta de São Paulo, Escola da Maré, Escola Inkiri, Escola Municipal Professor Waldir Garcia, Escola Oga Mitá, Escola Teia Multicultural, Espaço Cria, Folia de Reis Mirim da Formiga, Globalizando, Grîme / Psicologia-e, Instituto Conhecimento para Todos, Instituto Favela da Paz, Instituto Inkiri, Instituto Nova União da Arte, Jardim Ciranda, Kune Rede de Educação Integral, Mais Torcedoras, Maracatu Estrela de Serra, Maravilhá!, Meninos do Batuque, Nosso Quintal, Onu-Habitat Brasil, Piramos, Projeto Além dos Muros, Projeto Cooperação, Projeto Escola da Floresta, Projeto Teçaya, Projeto VAI - Vontade de Aprender Idiomas, Quintais Brincantes, Revolução do Coração, Secretaria Municipal de Educação de Araraquara, Secretaria Municipal de Educação de Mogi das Cruzes, Tocando em Você, Todos na Diferença.

 

5. Realização, frequência e assistência

Programação (virtual e presencial simultâneas):

Painéis e apresentações: 25 horas, sendo:

  • 23h30 - Página dos Românticos no Facebook e Canal do Centro Cultural da Fundação CSN no YouTube
  • 1h30 - Canal do Onu-Habitat Brasil no YouTube

Oficinas e rodas de conversa: 22 horas, sendo:

  • 3 horas de oficinas presenciais
  • 12h20 de oficinas virtuais via Google Meet
  • 5 horas de rodas de conversa via Google Meet 
  • 1h40 de oficina virtual via Zoom 

 

Público

Público presencial: 40 (livro de assinaturas)

Público virtual identificado: 52 (via formulário informado nos chats)

 

Audiência virtual - não identificada:

Facebook

Dia 15/10: 

- Manhã: 402 visualizações

- Tarde: Painel Protagonismo Jovem: 94 visualizações

Dia 16/10:

- 426 visualizações

Dia 17/10:

- 259 visualizações

Total Facebook: 1.179 visualizações

 

YouTube

Dia 15/10: 

- Abertura e Painéis (exceto Painel Cidades e Autoeducação): 464 visualizações

- Painel Cidades e Autoeducação: 162 visualizações

Dia 16/10:

- 373 visualizações

Dia 17/10:

- 493 visualizações

Total YouTube: 1.492

 

Total de audiência não identificada: 2.671

 

6. Avaliações 

Respostas ao formulário: 41

 

O que faltou ao Enarc:

Menções (25)            Item

        5                  Divulgação

        5                 Público

        4                 Comunicação com inscritos

        3                 Financiadores parceiros

        2                 Tempo

        1                 Participação de Portugal

        1                 Oficinas

        1                 Roda de conversa presencial entre enarquistas

        1                 Microfones

        1                 Interação presencial com painelistas

        1                 Atividades presenciais

 

O que sobrou ao Enarc:

Menções (36)             Item

        9                 Afeto, amor

        5                 Motivação e vontade de fazer mais 

        4                 Solidariedade, empatia, carinho, fraternidade

        4                 Conhecimento, conteúdo interessante e inovador 

        3                 Esperança 

        2                 Partilhas, inspirações 

        2                 Compromisso com a educação 

        2                 Alegria 

        1                 Vínculos interpessoais

        1                 Organização 

        1                 Criação

        1                 Contato com a natureza

        1                 Aprendizados

 

O que não sobrou nem faltou - foi a conta certa

Menções (45)            Item

        7                 Duração, cronograma

        5                 Temas/Programação

        5                 Organização, pontualidade

        5                 Amorosidade, afeto, compreensão, carinho, gentileza

        4                 Entusiasmo, trocas

        3                 Pessoas qualificadas e equilíbrio nos painéis

        2                 Realização do Enarc no cenário de pandemia

        1                 Realidades expostas e vivências relatadas

        1                 Singularidades

        1                 Contato com a natureza

        1                 Lanche de acolhimento

        1                 Público presencial

        1                 Envolvimento

        1                 Divulgação

        1                 Amor pelos alunos

        1                 Partilha de ideais

        1                 Lealdade aos princípios

        1                 Presença de estudantes

        1                 Participação de gestores públicos

        1                 Ousadia de abordar temas como homeschooling

        1                 O conteúdo de painéis e apresentações ficar disponível para assistir depois

 

Como melhorar Encontros futuros:

Menções (24)          Item

2                 Mais tempo para oficinas e rodas não simultâneas

2                 Multilocais com núcleos presenciais

2                 Mais divulgação

1                 Separar tempo na programação para escolha do próximo local do Enarc

1                 Publicar registros de RCs ao longo dos anos

1                 Unir-se a outros coletivos/movimentos pela transformação da educação brasileira

1                 Valorização da LDB, educação humanizada, sensível e que respeita a  diversidade

1                 Sistematizar e registrar para poder inspirar e transformar

1                 Separar a programação em vídeos menores, para permitir acesso

1                 Reconhecer e integrar novos românticos

1                 Mapeamento das escolas alinhadas ao novo paradigma da educação

1                 Manter formato híbrido e aperfeiçoar recursos tecnológicos

1                 Manter comunicação constante ao longo do tempo

1                 Mais tempo para trocas e interação com internautas

1                 Foco nos excluídos e invisibilizados

1                 Experiências no novo paradigma da educação e trabalhos acadêmicos sobre iniciativas inovadoras

1                 Envolver pessoas na organização e produção, distribuir tarefas

1                 Engajamento por justiça social e direitos humanos

1                 Descentralizar das capitais e da Região Sudeste

1                 Aproximar-se da experiência indígena

1                 Ações transdisciplinares

 

Depois do Enarc, o que melhor define sua relação com os Românticos Conspiradores?

Menções (Percentuais) Respostas

     17     (42%) Mais próximo

       9     (22%) Como o início de uma aproximação

     10     (24%) Mantenho-me plenamente inserido/a

       5     (12%) Inserido

        0     (0%) Mais distante

 

7. Comentários

Pontos fortes:

- realização híbrida (com dois núcleos presenciais) bem sucedida

- relação custo benefício favorável, devido às parcerias

- participação de pessoas, coletivos e organizações de referência

- a abrangência geográfica ampliada

- diversidade de temas abordados e atores sociais

 

Pontos a desenvolver:

- divulgação e comunicação

- manter relacionamento menos esporádico e mais consequente

- acompanhamento e incentivo a iniciativas de pessoas/equipes/instituições/projetos

- promover integração entre pessoas e iniciativas isoladas

- articular-se com outros coletivos e iniciativas de inovação na educação 

 

8. Parcerias e apoios

Parcerias

Escola Oga Mitá

Centro Cultural da Fundação CSN

Instituto e Escola Inkiri

Associação SIngulares

 

Apoios

Onu-Habitat Brasil

Projeto Cooperação

 

Agradecimentos

Christian Caselli, Edileusa Maria da Silva, Giane Carvalho, Helena Singer, Igor Vasconcelos, Beto Tameirão e equipe da Escola Oga Mitá, Leandro Pereira, Rogério Vicente da Silva e Naiara Araújo Morais

… e a todas as pessoas que contribuíram com a campanha de financiamento coletivo!

 

9. Produção

Coletivo Românticos Conspiradores - 10º Enarc - Ana Paula Casal de Rey, Angelica Auricchio, Fabi del Nero, Guga Dorea, Ingrid Lauria, Jacqueline Lopes, Janaína Chichorro, José Pacheco, Mauro Lopez Rego, Raphael Crooz, Tina Carvalho, Valéria Rôças

 

Organização e produção - Mauro Lopez Rego e Valéria Rôças

Divulgação, registro e mídias sociais - Iasmim Alves

Orientação e suporte tecnológico - Beto Tameirão e Igor Vasconcelos

Direção e transmissão de streaming - Clayton Pereira, Ana Balarin e Alan de Paula

Design gráfico - Alan Passos e Layla Rego

Design e produção de camisetas - Ateliê Lazuli

Acolhimento - Helo Bueno, Fabi del Nero, Jacqueline Lopes, Janaína Chichorro e Melissa Abrunhosa

 

10º Enarc - ENCONTRO NACIONAL DOS ROMÂNTICOS CONSPIRADORES

 

PROGRAMAÇÃO

 

SEXTA-FEIRA, 15 DE OUTUBRO

8h / 8h30

Acolhimento e Café Aberto

8h30h / 9h20

Folia de Reis Mirim da Formiga

9h30 / 11h10

Painel E agora, José?  - Revendo e renovando práticas pedagógicas

José Pacheco, Janaína Chichorro, Fabi del Nero, Ingrid Lauria, Regina Pundek

Mediação: André Correia

11h30 / 13h

Oficinas & Rodas de Conversa

14h10 / 14h30

Costurando o Café Aberto

14h30 / 15h

Kamyla Amorim - projeto #ficaemcasacomhumor

Janaínha Chichorro - apresentação

 

15h / 16h40

Painel A cidade: onde é possível a autoeducação da sociedade (*)

Edilene Morikawa, Helena Singer, Natacha Costa

Mediação: Mauro Lopez Rego

*Esse painel integra o Circuito Urbano do Onu-Habitat Brasil, que reúne ações e iniciativas do Outubro Urbano, mês dedicado a debater como tornar a vida nas cidades melhor para todos e todas

17h / 18h30

Painel Ocupando o lugar de sujeito: protagonismo na adolescência e na juventude

Alfredo da Silva Neto, Carolina Barbosa Lindquist, Iasmin Alves, Juliana Pinho Muller, Thiago Ferreira

Mediação: Wander Pinto

 

SÁBADO, 16 DE OUTUBRO

8h / 8h30

Acolhimento e Café Aberto

8h30h / 9h20

Papo de Educador - Wendel Lima de Moura - Coletivo Brota na Laje

9h30 /11h10

Painel Renovar a educação para renovar a sociedade

Angelica Aurichio & Nádia Akauã, Gina Vieira Ponte, Guga Dorea, Simone Colucci

Mediação: Aristeo Leite

11h30 / 13h

Painel A educação frente à pandemia: rupturas, invenções, superação

Georgya Corrêa, Jucie Parreira, Solon Gonçalves dos Santos, Tamar Rabelo

Mediação: Fabi del Nero

 

14h10 / 14h30

Costurando o Café Aberto

14h30 / 15h

Meninos do Batuque - uma proposta de inclusão

Clarete Braz do Patrocinio e Gil Oliveira

15h / 16h40

Painel Redes públicas em ebulição

André Stabile, Clélia Santos, Cleo Lima, Lucia Santos

Mediação: Tina Carvalho

17h / 18h30

Oficinas & Rodas de Conversa


 

DOMINGO, 17 DE OUTUBRO                          

8h30 / 9h20

Apresentação Artística - Maracatu Estrela de Serra  - Ana Diniz

9h30 / 11h10

Painel Educação e Natureza

Larissa Maris, Livia Diniz, Lucia Cavalieri, Lucilene Silva, Mariana Benchimol

Mediação: Rafael Crooz

11h30 /13h

Painel Ludicidade e Criatividade na Educação

Fábio Brotto, Luís Pereira, Mestre Roquinho, Mônica Mandaji, Vicente Barros

Mediação: Mauro Lopez Rego

13h/14h 

Conversa aberta com José Pacheco e enarquistas de todos os tempos

Mãos dadas nutrem grandes esperanças

Mediação: Cecília Pinheiro

 

OFICINAS E RODAS DE CONVERSA

SEXTA-FEIRA, 15 DE OUTUBRO, DE 11h30 ÀS 13h

 

OFICINAS

 

PRESENCIAIS

- Oficina da palavra e da escrita criativa - Todos na Diferença

Guga Dorea, Jacqueline Lopes, Thiago Dorea

 

VIRTUAIS

- Cosmografias: uma escrita de novos mundos

Luís Pereira e Bruno Honorato

- Brinquedos e enredos

Vicente de Barros

- Oficina de canto e dança Tupinambá - presencial com transmissão ao vivo direto de Piracanga, BA

Nádia Akauã Tupinambá e Cacique Ramon Ytajibá Tupinambá

- Brincando com Mestre Roquinho

Mestre Roquinho

- Reconhecer necessidades e sentimentos  e descobrir o real propósito através do lúdico

Luiz Augusto Cavalcante

 

RODAS DE CONVERSA

- Homeschooling? Quais os instrumentos para uma educação inovadora?

Agatha Santana, Antonio Hermes e Sousa, Patrícia Sogayar

Mediação: Helô Bueno

- Da Palmatória à Ritalina - Contribuições da inovação e da criatividade pedagógica para alternativas à pedagogia do dopamento e da drogadição infantojuvenil

Denis Plapler

 

SÁBADO, 16 DE OUTUBRO, DE 17h ÀS 18h30


 

OFICINAS

 

PRESENCIAIS

- Diálogos Inspiradores

Mauro Lopez Rego e Valéria Rôças

- Maravilhá!

Luzia de Mendonça

- A Escola da Natureza e a Pedagogia Ecológica

Jean Marx e Aline Froza - Projeto Teçaya

 

VIRTUAIS

- A arte de reparar histórias  

Ana Gibson e Juliana Franklin

- Cosmografias: uma escrita de novos mundos

Argus Setembrino e Lúcio Gimenez

- Oficina da palavra e da escrita criativa - Todos na Diferença

Guga Dorea, Jacqueline Lopes, Thiago Dorea

- Percepção dos verdadeiros propósitos, virtudes e forças pessoais através do lúdico

Luiz Augusto Cavalcante

- Educ(a)ação: cenas do cotidiano

Wallace Oliveira

 

RODA DE CONVERSA

- Co-criando comunidades de aprendizagem: origens, percursos, horizontes

Janaína Chichorro e Comunidades de Aprendizagem - Escola Inkiri (Piracanga, BA), Carolina Caína Lima (Jardim Ciranda- BA e Kune Rede de Educação Integral- SP, MG e BA), Bruno Emílio Moraes (Escola da Floresta) e Sérgio Tück (Atibaia, SP).

DESCRIÇÃO DAS OFICINAS E RODAS DE CONVERSA

 

OFICINAS

 

Maravilhá! - Processos criativos e dimensões educativas da arte de narrar, cantar e brincar

 

Luzia de Mendonça - Formada em Licenciatura. em Ed. Artística, com especialização em Literatura. Infantil e Juvenil (UFRJ).

 

Cantar, brincar e narrar histórias são formas, ao mesmo tempo, simples e profundas de entrar em contato com   Elementos da natureza humana que, de forma poética, através de sonoridades, corporeidades, imaginários, ludicidades alimentam a nossa capacidade de encantamento e maravilhamento diante do mundo. 

A oficina reúne narrativas tradicionais, músicas e poesias costuradas de forma lúdica e artística para falar sobre a vida, os   Sentimentos, a natureza e outras dimensões do mundo, com criatividade, humor e um olhar estético para a brasilidade.

 

Cosmografias: uma escrita de novos mundos

 

Mediação: Luis Claudio Saraiva Pereira Júnior - Psicólogo pelo Centro Universitário de Barra Mansa (UBM) e Mestrando em  Psicologia pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e Bruno Gomes Honorato -Psicólogo pela Universidade  Luterana do Brasil (ILES/ULBRA - RO). Pós-Graduando em Educação Política e Sociedade. 

Descrição:. A oficina é um convite para, em composição coletiva, pensarmos a Educação e a Escola tendo alguns dispositivos conceituais como vetores do pensamento. A mudança, o paradoxo, a escuta polifônica e a utopia como elementos para uma Escola Outra.

 

 

Brinquedos e enredos

 

Mediação: Vicente Barros - Educador artista, brincante e professor na PUC-Rio

Descrição: A oficina é um encontro para brincar com brinquedos e brincadeiras que guardam uma memória viva, nos despertando encantamento, presença e beleza. 

O brincar de fazer é entremeado por conversas sobre o fazer do brincar, as infâncias, e a importância do brinquedo como importante elemento de identificação cultural e ao mesmo tempo sinal vivo do potencial criador humano.

 

A percepção dos verdadeiros propósitos, virtudes e forças pessoais através do lúdico

 

Mediação: Luiz Augusto Rodrigues Cavalcante - Analista de Educação em Saúde do Sesc Rio de Janeiro, cursando Profissional & Self Coaching no IBC , Facilitador de Jogos Positive Experience , Purpose Mining , Grok, Baralhos de Empatia , Coris , Miracle Choice , 12 Arquétipos, dentre outros.

Descrição:  Oficina demonstrativa e interativa realizada através de Jogos convidando o público a iniciar uma viagem ao autoconhecimento e a descoberta de suas virtudes e forças para alcançar seus reais propósitos.

 

 

Diálogos Inspiradores

 

Mediação : Mauro Rego: professor, arte educador e poeta  e Valéria Rôças: sanitarista e educadora em saúde 

Descrição: Oficina lúdico-reflexiva sobre como transformar “diálogos incompletos” em “diálogos produtivos” entre defensores da inovação na Educação e seus interlocutores. As técnicas de teatro de bonecos são utilizadas para dar voz a argumentos pró e contra, e para encenar esquetes representando situações-problema.

 

 

Como eu posso reconhecer minhas necessidades e sentimentos para descoberta do meu real propósito  através do lúdico ?

 

Mediação: Luiz Augusto Rodrigues Cavalcante - Analista de Educação em Saude do Sesc Rio de Janeiro, cursando Profissional & Self Coaching no IBC , Facilitador de Jogos Positive Experience , Purpose Mining , Grok, Baralhos de Empatia , Coris , Miracle Choice , 12 Arquétipos,dentre outros.

Descrição: De forma lúdica e interativa, a oficina vai fomentar a descoberta de emoções e a identificação da autocompaixão através de uma auto análise das reais necessidades e sentimentos de cada participante,  inclusive em relação àquelas não atendidas que levam ao distanciamento da descoberta do verdadeiro Eu

 .

 

Oficina da Palavra e da Escrita Criativa 

- Todos na Diferença e a Filosofia da Diferença

 

Mediação:: Guga Dorea: Jornalista, Sociólogo e educador, além de criador do projeto Todos na Diferença, Jacqueline  Lopes: educadora e Thiago Demange Dorea: ensino médio completo, poeta, baterista e percussionista.

Descrição: A partir de vivências e técnicas de escrita, a oficina se propõe a mostrar a metodologia aplicada na Oficina da Palavra e da Escrita Criativa Todos na Diferença para as chamadas Pessoas com Deficiência, entre outras que desejam escrever e também pretende fazer uma ponte com a Filosofia da Diferença.

 

 

A arte de reparar histórias

 

Ana Gibson: tradutora, escritora, arteterapeuta, contadora e pesquisadora de contos da tradição oral.

Juliana Franklin: narradora e pesquisadora de contos da tradição oral, educadora e arteterapeuta.

 

Uma história da tradição oral, uma prática plástica e apresentação de alguns recursos para a utilização dessa antiga e sábia linguagem em processos criativos, poéticos, pedagógicos, dentre outros. Os participantes serão convidados a refletir sobre a potência dessa linguagem e a atualidade das narrativas tradicionais em movimentos individuais e coletivos.

 

A escola da natureza e a pedagogia ecológica

A Oficina se utiliza de brincadeiras e atividades lúdicas para mostrar a importância de nos percebermos como Natureza e de como, enquanto educadores e referências, é fundamental inserirmos esta consciência de forma prática e teórica em nossos caminhos e fazeres.

 

Jean Marx - Escritor, artista e educador ambiental. Trabalha há mais de trinta anos mesclando as linguagens artísticas com ciências ambientais para contribuir na formação de consciência social, ambiental e ética. Fundador e Coordenador do Projeto Teçaya de Arte Educação Ambiental.

 

Aline Froza - Dançarina, artista plástica e educadora ambiental. Já participou de várias organizações e eventos que misturam artes com meio ambiente. Ajudou a fundar e é coordenadora do Projeto Teçaya de Arte Educação Ambiental.

 

Educ(a)ação: cenas do cotidiano

 

Quais são as cenas do cotidiano na educação brasileira?

- Convite para troca de experiências através da ação dramática como método de intervenção transformadora

 

WALLACE OLIVEIRA

Psicólogo pelo Centro Universitário de Barra Mansa (UBM) e Pós-Graduando em Psicodrama pelo Instituto Mineiro de Psicodrama (IMPSI).

Assessor Técnico de Psicologia no Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ); Psicólogo Clínico e Educador Social.


 

 

 

 

 

RODAS DE CONVERSA

 

"É possível usar a Lei do homeschooling em favor da educação inovadora?"

O Projeto de Lei 3.262/19, que permite que pais eduquem seus filhos em casa (o chamado homeschooling), foi aprovado em junho deste ano pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados e encaminhado para ser votado pelo Congresso. 

Para além da polêmica de apresentar aspectos positivos ou negativos da educação parental (ou homeschooling), a proposta desta conversa é suscitar reflexões na busca de possibilidades de inovações e oportunidades para a construção de Comunidades de Aprendizagem a partir dela. 

Mediação: RC Helô Bueno - GlobalHood

Agatha Santana - Instituto Favela da Paz

DA PENITENCIÁRIA À QUEBRADA SUSTENTÁVEL - Matilda

Antônio Hermes de Sousa - Instituto NUA - "Escola debaixo da ponte"

 

 

Da Palmatória à Ritalina - Contribuições da inovaçaõ e da criatividade pedagógica para alternativas à pedagogia do dopamento e da drogadição infantojuvenil

 

Mediação: Denis Plapler .

 

Descrição: A partir da observação e da pesquisa proponho uma conversa em torno de alternativas possíveis para soluções ineficientes que acabam por transformar problemas de educação em problemas de saúde adoecendo crianças e adolescentes. A partir da análise conceitual do problema e da apresentação de alternativas possíveis faz-se necessário indagar a legalidade jurídica do consumo do Metilfenidato vinculado a supostas dificuldades de aprendizagens, silenciando muitas vezes sintomas que denunciam nos estudantes as mudanças necessárias às escolas e a sociedade.

 

 

 

 

 

 

 

 

Capa FB VR.jpg